Ethereum e Monero apresentam os maiores avanços entre as 10 Grandes

Todas as grandes moedas apresentaram correções decentes, com Ethereum e Monero liderando os gráficos com ganhos máximos de 17% cada. Dash, Cardano, IOTA, Tron e Litecoin também apresentaram avanços de dois dígitos em seus valores. O Bitcoin, por sua vez, fez uma modesta escalada em relação às demais criptos – cerca de 3%.

Com isso, a capitalização de mercado das criptomoedas apresentou uma recuperação de quase 6,8% nesta quinta-feira, após atingir sua marca mais baixa do ano ontem.

Leia mais: Sadaqa Coins: página da Dark Web possibilita o financiamento de terroristas com Bitcoin

Webitcoin: Ethereum e Monero exibem ganhos de 17% e lideram recuperação do mercado

A ascensão devolveu US$12,7 bilhões à indústria das criptomoedas, após a formação de um fundo em torno de US$186 bilhões. Não existem fatores fundamentais por trás da impressionante correção – pelo menos por enquanto. Isso claramente indica que a ação de preço pode ser resultado de um dia em que traders estão tentando fazer lucros entre dias.

Isto posto, o mercado continua abraçado com os ursos, até que as grandes moedas tentem invalidar seus respectivos e gigantescos triângulos descendentes.

Leia mais: IOTA: Testes com a Tangle revelam novas funcionalidades para a criptomoeda

Gráfico das últimas 24 horas: Ethereum

Webitcoin: Ethereum e Monero exibem ganhos de 17% e lideram recuperação do mercado

O par ETH/USD apreciou mais de 23% em relação à sua baixa entre dias, próxima de US$167 – e ainda está contando ganhos. A impressionante movimentação, contudo, não deve ser confundida com um retorno dos touros. O par perdeu mais de 80% por conta dos relatos de falhas em ICOs. Fundamentalmente, o par ETH/USD está em uma tendência de baixa e pode tentar um pullback substancial, após as figuras nocivas deixarem do mercado. A linha de tendência descendente tecnicamente representa a tendência no gráfico acima que precisa ser quebrada, para que seja confirmada pelo menos uma ascensão a médio prazo.

Isto posto, um Ethereum fundamentalmente fraco provavelmente retornará à sua espiral de baixa até que a linha de tendência baixa seja rompida para cima.

Monero, por outro lado, é apoiada pelos mercados underground – que fazem o melhor caso de uso para criptomoedas.

Leia mais: Pesquisa revela que o blockchain pode impulsionar em US$1 trilhão o financiamento ao comércio

Gráfico das últimas 24 horas: Monero

Webitcoin: Ethereum e Monero exibem ganhos de 17% e lideram recuperação do mercado

Tecnicamente, a Monero já rompeu para cima a linha de tendência baixa e está buscando posições mais confortáveis no gráfico. O par apreciou mais de 52% desde o dia 15 de agosto, quando estava na marca de US$76, embora atualmente esteja passando por uma fase de correção após um pullback ocorrido ao atingir a marca de US$142, no dia 4 de setembro. Esta é uma queda de 18% em lapsos menores de tempo.

O par XMR/USD precisará testar novamente sua alta de setembro para efetuar um rompimento e estabelecer uma ascensão a médio prazo mais firme. A formação de um bear pole pode colocar o par em uma queda livre até a marca de US$76 – completando um padrão Head and Shoulder.

Fonte: CCN



As melhores taxas e transações em tempo real, só na 3xbit.


Comece agora 3xbit.com.br!