exchange sul coreana Coinrail afirmou ter sido vítima de um hack no domingo , cujas perdas em criptomoedas chega a quase US$40 milhões.

Leia mais: Banco Central Holandês afirma que o blockchain ainda não está pronto para suportar a infraestrutura do mercado financeiro

Em uma postagem feita hoje em seu Twitter, a Coinrail confirmou a suspensão de seus serviços após uma ciber invasão ocorrida em seus sistemas na manhã de domingo.

Sem revelar as verdadeiras quantias roubadas, a Coinrail revelou alguns dos tokens ERC-20 que foram levados, notadamente os tokens NPXS da Pundi X, um projeto de pagamento; ATC da Aston X, um projeto de documentos descentralizados; e NPER, de um projeto de IP descentralizado.

A maior quantia roubada foi em Pundi X, que afirmou que os hackers levaram 2,619,542,080 tokens NPXS, aproximadamente US$19,5 milhões à época do roubo.

Dados retirados de uma carteira associada com o hacker também indicou 93 milhões em tokens ATX e 831 milhões em DENT, avaliados em quase US$6 milhões, além de tokens de outros projetos como Jibrel Network, Storm, Kyber Network, B2BCoin e cerca de US$1 milhão em tokens TRX, da Tron. O valor total dos tokens roubados na hora do roubo excedeu US$40 milhões.

Dados do Coinmarketcap indicam que a Coinrail era a 90ª maior plataforma de troca no domingo.

Leia mais: Canadá publica projeto de lei sobre novas regulamentações de criptomoedas

O hacker desde então tentou se livrar de parte dos 2,6 bilhões de tokens NPXS, em uma tentativa de vender 26 milhões destes na exchange IDEX, relaram dados transacionais. A IDEX congelou estas moedas antes de serem liquidadas, confirmou a Pundi X, acrescentando que instigou seu próprio sistema de segurança para parar as transações de NPSX no domingo, para investigar o roubo das moedas (que totalizaram 3% de sua quantidade total). Outros tokens roubados de diferentes valores também foram enviado para a exchange EtherDelta, revelaram dados do etherscan.io.

A Coinrail afirmou que 70% de suas reservas de moedas foram movidas para uma carteira offline para permanecerem a salvo. Dois terços dos 30% restantes foram congelados ou devolvidos, consultando desenvolvedores como a Pundi X e falando com exchanges como a IDEX, revelou a Coinrail.

A exchange acrescentou:

 “O um terço restante das moedas está sendo investigado junto a investigadores, exchanges relevantes e desenvolvedores de moedas.”

Em uma declaração, um representante da Associação da Indústria do Blockchain da Coreia do Sul, um grupo autorregulatório, revelou que a exchange não era um membro do grupo.

Conforme relatado pela Reuters, o representante Kim Jin-Hwa declaração:

“A Coinrail não é um membro do grupo que promove autorregulamentações para melhorar a segurança. Ela é uma pequena figura do mercado, e eu posso entender como exchanges menores, com baixos padrões de segurança, podem estar expostas a mais riscos.”

Leia mais: Bitcoin mergulha abaixo dos US$6700, mercado abaixo dos US$300 bilhões

Fonte: CCN



As melhores taxas e transações em tempo real, só na 3xbit.


Comece agora 3xbit.com.br!