Fundo patrimonial de Harvard é “de longe o maior do mundo”

De acordo com a mídia de notícias The Information, diversas universidades prestigiadas como Harvard, Stanford e MIT investiram em “pelo menos” um fundo de criptomoedas.

Uma fonte desconhecida afirmou que este é “um sinal da crescente aceitação de ativos digitais entre os investidores institucionais”.

Segundo relatos, o fundo patrimonial de Harvard é atualmente o maior do mundo, atingindo US$39,2 bilhões durante o ano fiscal de 2018.

Leia mais: Mercado de balcão do Bitcoin é três vezes maior em relação ao de exchanges

As universidades americanas parecem estar seguindo uma tendência, visto que recentemente a Universidade de Yale também declarou possuir investimentos em um fundo de criptomoedas.

Fontes afirmam que a instituição auxiliou na arrecadação de US$400 milhões para um novo fundo focado em criptoativos, criado por Fred Ehrsam, co-fundador da Coinbase.

Abordando a tecnologia das criptomoedas, diversas universidades de renome internacional recentemente abriram espaço para o oferecimento de cursos relacionados à tecnologia blockchainsmart contracts e criptoativos.

Segundo a mídia, a Universidade de Cambridge, entre diversas outras, recentemente conduziu pesquisas sobre finanças criptográficas.

A Universidade de Lucerne, na Suíça, já aceita pagamentos em criptomoedas, com destaque para o Bitcoin.

Leia mais: Startup lança celular baseado em criptografia e realiza primeira “ligação blockchain”

FONTE: COINTELEGRAPH



As melhores taxas e transações em tempo real, só na 3xbit.


Comece agora 3xbit.com.br!