Novo dApp da rede Ethereum quer melhorar os serviços de localização

Uma das mais esperadas aplicações em blockchain foi finalmente lançada – um mapa mundial na rede Ethereum.

Leia mais: Nova stablecoin é lançada por exchange de trade americana

A FOAM, cujo objetivo é recriar um mapa mundial confiável e resiliente utilizando a tecnologia de smart contracts, anunciou que o aplicativo descentralizado (dApp) foi lançado no blockchain Ethereum e já conta com seus primeiros usuários.

Em junho, o co-fundador e CEO da FOAM, Ryan John King, explicou a motivação por trás do dApp, afirmando que as pessoas acreditam que localização é um problema resolvido. King argumentou que os serviços centralizados de mapeamento, como GPS – que nos Estados Unidos é propriedade do governo, e é operado pela Força Aérea do país – são vulneráveis e não confiáveis.

A solução da FOAM é espalhar o trabalho de cartografia em uma rede difusa de usuários individuais, que registram localizações no mapa FOAM utilizando uma técnica cartográfica chamada proof of location (ou prova de localização). A FOAM está buscando diversos casos de uso, de jogos até gerenciamento de cadeias logísticas.

Usuários são incentivados a popular o mapa com novas localizações por meio do uso de um token (também chamado FOAM), que a companhia distribuiu em uma venda que totalizou US$16,5 milhões, e foi encerrada no fim de agosto.

Os tokens também servem como um mecanismo de controle de qualidade, permitindo aos usuários desafiarem e votarem na precisão de localizações recentemente registradas. Este mecanismo, que foi aplicado em diversos dApps, é conhecido como uma curadoria feita por meio de tokens.

Utilidade real

Pontos azuis, marcando localizações propostas, mas ainda não confirmadas, começaram a aparecer em áreas como Nova York e Berlim. Segundo a FOAM, mais de 500 pontos de interesse foram adicionados por usuários nas últimas 24 horas após o lançamento.

Leia mais: Exchanges mexicanas devem possuir autorização bancária para atuar no país

Webitcoin: Mapa mundial descentralizado é lançado na rede Ethereum

Foi requerido que os compradores dos tokens FOAM coloquem-nos para uso, alocando-os em pelo menos 10 pontos de interesse diferentes no mapa. Caso contrário, eles não poderão transferir os tokens para fora do protocolo. Mesmo que eles atendam ao requerimento, contudo, transferências de tokens serão proibidas durante os primeiros 45 dias após o lançamento.

A finalidade destas restrições, pelo que parece, é prevenir que os tokens FOAM sejam objetos de pura especulação, em vez de contribuírem ao projeto de cartografia.

Leia mais: Ethereum e Monero exibem ganhos de 17% e lideram recuperação do mercado

Fonte: CoinDesk



As melhores taxas e transações em tempo real, só na 3xbit.


Comece agora 3xbit.com.br!