Mais um desenvolvimento no ramo de diamantes feito com blockchain

O grupo do varejo de joias localizado em Hong Kong, Chow Tai Fook Jewellery Group, passará a utilizar uma plataforma blockchain para rastrear diamantes, relatou o South China Morning Post.

Leia mais: Avaí Futebol Clube se prepara para realizar sua ICO

Chow Tai Fook registrou alguns de seus diamantes em uma plataforma blockchain, desenvolvida pela startup Everledger e verificada pela plataforma blockchain da IBM. Isso permitirá que os clientes da joalheria tenham certeza acerca da origem e autenticidade das pedras vendidas em suas lojas T Mark, utilizando um aplicativo de mesmo nome.

A T Mark foi uma iniciativa da companhia adotada pela companhia em agosto do ano passado, que consiste em numerar certas pedras, de forma que sua procedência e seu histórico de transação possam ser facilmente autenticados.

Atualmente, a companhia já aplicou esta iniciativa a 3 mil diamantes T Mark em quatro de suas lojas, e planeja ampliar este número para 10 mil pedras em 10 lojas. Kent Wong, diretor administrativo do grupo, ressaltou a importância do conhecimento do cliente acerca do ciclo completo dos diamantes:

“Esta iniciativa não apenas torna mais fácil para os consumidores gerenciar seus ativos de forma conveniente e eficiente, é um investimento a longo prazo que enriquece o conhecimento dos consumidores em relação aos seus diamantes.”

Webitcoin: Varejista de joias utilizará blockchain para rastrear seus diamantes

Adoção do blockchain na indústria joalheira cresce

Chow Tai Fook segue a prática de outros líderes da indústria, que empregaram tecnologia blockchain para rastrear seus produtos. A gigante De Beers anunciou em maio que havia rastreado 100 diamantes de alto valor, desde a mina até a loja, por meio de sua plataforma blockchain Tracr.

Leia mais: Economista questiona a viabilidade das stablecoins

O esforço, que a De Beers alegou ser o primeiro do tipo na indústria, foi adotado para melhorar a confiança do consumidor e a confiança pública de que os diamantes advêm de áreas onde não há conflito, além de aumentar a eficiência da cadeia logística.

Em abril, grandes fornecedores e mineradores de ouro e diamantes se uniram a IBM para desenvolver uma rede blockchain, cuja finalidade é rastrear a origem de peças acabadas de joalheria. A iniciativa TrustChain foi designada para rastrear e autenticar diamantes e metais preciosos desde seus locais de origem até o local de venda.

Fonte: The Cointelegraph



As melhores taxas e transações em tempo real, só na 3xbit.


Comece agora 3xbit.com.br!